CALOR AUMENTA SÍNDROME DO OLHO SECO

O verão ainda não chegou, mas o calor sim. Para amenizar os efeitos do sol e se refrescar, a tendência é abusar do ar condicionado e das piscinas. Combinação que pode causar problemas de visão, como a Síndrome do Olho Seco, marcada pela vermelhidão, lacrimejamento, sensação de corpo estranho, queimação, sensibilidade à luz e visão borrada.

De acordo com o oftalmologista do Hospital do Olho Rio Preto (Horp), Rafael Delsin, os sintomas da síndrome são similares aos da conjuntivite, alergia e ceratite (inflamação na córnea). “Excesso de exposição ao sol, poluição, ar condicionado e ventos fortes diretamente nos olhos podem influenciar na evaporação da lágrima”, explica o médico. Em casos leves, o tratamento é feito com colírios lubrificantes, proteção aos raios UV (óculos de sol, chapéus, bonés) e controle do ambiente (umidificadores de ar). Os casos graves podem até requerer tratamento cirúrgico.

www.eloisamattos.com